domingo, 14 de dezembro de 2008

Super? Nada!


Revisitará o passado revestido por uma embalagem incômoda e ao mesmo tempo confortável, isso fará de você o Super Nada, o simples fato de ter de conviver em locais insuportáveis rodeado por todos os lados por Super Vilões, os que você mais teme e ao mesmo tempo mais tem vontade de ferir converterá sua pobre carcaça no mais tolo de todos os heróis.
Palavras da salvação?
Acho que não, talvez seja apenas a palavras da minha redenção. Sou um herói que fere todos os outros, tudo em prol do meu próprio orgulho, a única coisa que me importa é me sentir seguro e por isso eu faço isso.
Um herói sem causas? Não é pra tanto, a questão é que minhas causas não parecem ser justas e juro não saber o que fazer pra mudar isso.
Acho melhor desistir e deixar a criptonita, ou seja, lá qual seja o meu antídoto, destronar-me do meu posto de herói e deixar com que os super vilões reinem sobre minha carcaça.
Ninguém perde com isso, só eu!

Um comentário:

Lorena Faccion disse...

Com certeza.. a cada dia que passa me vejo cercada mais de inimigos que de amigos, pessoas que foram criadas comigo, conhecidas desde a infância e que simplesmente me vêem como um adversário ou uma mal que têm que combater.
Vida difícil essa.