sexta-feira, 1 de abril de 2011

Colo


Queria colo agora, ou algum outro lugar quente pra recostar minha cabeça. Algum lugar que balançasse e que em meio ao balanço me fizesse esquecer tudo de ruim que existe fora do colo.
Queria aquela vibração agora, queria de novo aquela sensação de que mesmo com a cabeça recostada, os olhos fechados e a guarda baixa, nada e nem ninguém poderia me machucar.
Queria largar tudo agora e atrasar o relógio, girar o ponteiro maior em sentido ante horário 851 vezes.
Como eu queria voltar a ser algo que me desse prazer ser, ou que pelo menos eu suportasse.

4 comentários:

Maíra Souza disse...

Seria ótimo se algumas coisas pudessem voltar, exatamente como eram.
Mas vai ser sempre um pouco diferente se voltar...

Abraço!

SOFIA disse...

obrigada por seguires :)
beijinhos*

rama disse...

Também queria voltar, definitivamente..

Excelsiur disse...

Maravilhoso! Mas quando olhamos para trás sempre somos demagogos, iludidos e não sinceros, a arte do homem é sonhar e seguir sempre se iludindo pensando que o melhor já passou ou que não suportará o futuro e ironicamente lá na frente, frente a frente com as dores fracassos e desafios, nós sempre diremos que antigamente tudo era mais calmo, melhor....
Somos hipócritas e por isso não merecemos viver o presente, e ficamos neste looping infinito de sonhos, fracassos e vitórias.